O Que é Hemorroida Interna e Hemorroida Externa? Qual a Diferença?

O canal anal é vascularizado através de vasos sanguíneos denominados plexo hemorroidário. Sua função é irrigar de sangue a região e ajudar a controlar a passagem das fezes, atuando com uma estrutura macia e elástica. O termo doença hemorroidária ou, simplesmente, hemorroida é usado para determinar a doença destas veias, que podem inchar ou inflamar, produzindo dor e sangramentos. Porém, nem todos que têm o problema apresentam os mesmos sintomas. Isso porque existem dois tipos da doença: hemorroida interna e hemorroida externa.

Diferenças Entre os Tipos de Hemorroida:

Hemorroida Interna:

Se você percebe sangue vivo, vermelho brilhante sobre as fezes, pode ser um sinal de hemorroida interna. Nem todos os pacientes sentem dor ou desconforto. É claro que o sangue nas fezes também pode ser sinal de outros problemas intestinais ou digestivos. O ideal é procurar um médico sempre que ocorrer esse quadro para avaliar a causa do sintoma.

hemorroida interna e hemorroida externa: foto ilustrativa dos tipos de hemorroida

Elas são caracterizadas pelo inchaço das veias internas do ânus e em alguns casos provocam coceira e dificuldades para ir ao banheiro. As de primeiro grau não saem de dentro do ânus; as de segundo grau, saem e voltam sozinhas; as de terceiro grau, saem e é necessário empurrá-las de volta e as de quarto grau, saem e não voltam mais, provocando muito desconforto e dor.

Hemorroida Externa:

Quando o inchaço e a pressão das veias é muito grande, elas podem surgir em forma de uma saliência para fora do ânus, caracterizando uma hemorroida externa. Nesses casos, o sangramento é mais frequente e a coceira intensa. Pode haver a formação de coágulos que causam dor.

Pessoas que sofrem de constipação correm o risco de desenvolver este problema, visto que a pressão sobre as veias durante o esforço para evacuar pode leva-las ao estado de dilatação. Mulheres grávidas também ficam mais propensas.

hemorroida interna e hemorroida externa: foto ilustrativa de sintomas

Diagnóstico da Hemorroida:

No caso das externas, o médico consegue visualizá-las durante um exame físico. Já nas internas, ele não consegue ter certeza apenas com o exame visual. Em ambos os casos o toque anal é parte integrante do exame físico e permite o diagnóstico correto.

Muitas vezes são necessários exames complementares como anuscopia, retossigmoidoscopia ou colonoscopia para obter o diagnóstico final.

Se você tem prisão de ventre, tente manter uma alimentação saudável ou, se for o caso, utilizar medicamentos que auxiliam no funcionamento dos intestinos. Lembre-se: o esforço ao evacuar pode fazer com que as veias dilatem e saltem para fora. Para dicas de alimentação, leia nosso artigo “existe algum medicamento para hemorroida?”.

Normalmente, o problema não é grave e melhora com o tratamento e diminuição dos fatores de risco. Em casos mais severos, porém pode ser necessária intervenção cirúrgica.

Para obter mais conhecimento sobre as Hemorroidas Externas, leia o artigo “O Que São Hemorroidas Externas? Qual o Melhor Tratamento?”.

Cirurgia da Hemorroida:

Normalmente os coágulos causados pelas hemorroidas externas desaparecem naturalmente durante o tratamento. Porém, em alguns casos mais severos, a dor é muita e fica inviável esperar este processo.

É para estes casos que o procedimento mais recomendado é a cirurgia. Porém, caso os fatores de risco como dieta, obstipação intestinal, sedentarismo, etc. do paciente não mudem, a hemorroida pode voltar alguns anos mais tarde.

Caso você apresente um ou mais dos sintomas descritos acima, entre em contato com um Gastroenterologista. O médico solicitará os exames necessários para o diagnóstico.

 

 

Entre em contato com o Dr. Silvio Gabor

Deixe sua mensagem!