Qual o Procedimento Cirúrgico Para Tratar Hemorroidas Internas e Externas?

O tratamento de hemorroidas pode ser realizado de diferentes formas – e depende, exclusivamente, da condição específica de cada paciente.

Geralmente, o tratamento é essencialmente clínico – por meio da realização de dieta rica em fibras e aplicação de cremes, pomadas e medicamentos orais. Porém, quando ele não é o suficiente para eliminar os sintomas, o procedimento cirúrgico se torna a alternativa mais viável. A seguir, entenda a diferença entre hemorroida interna e hemorroida externa.

Mas, afinal, o que diferencia as hemorroidas internas e externas?

Resumidamente, as hemorroidas externas consistem em veias inflamadas e dilatadas na borda do canal anal. Em muitos casos elas podem ser visíveis na borda do ânus e não provocam sintomas agressivos. Por outro lado, as hemorroidas internas são dilatações e inflamações da veias dentro do ferido canal.

 

Vale lembrar que nem toda saliência, bolinha ou verruga na região anal deve ser considerada hemorroida. Por isso, no caso do surgimento de qualquer corpo estranho nesta parte do corpo, é fundamental entrar em contato com um gastroenterologista o quanto antes.Tipos de hemorroidas procedimento cirúrgico para tratar hemorroidas

Diferentes cirurgias como método de tratamento:

O procedimento cirúrgico para tratar hemorroidas é denominado hemorroidectomia. Para sua realização existem três diferentes técnicas: grampeamento, ressecção ou desarterialização. A seguir, confira um pouco mais sobre cada procedimento cirúrgico para tratar hemorroidas.

1 – Grampeamento

A técnica de grampeamento é indicada para hemorroidas internas.

Ela é realizada por meio de uma espécie de grampeador que remove o tecido comprometido de forma circular. A cirurgia é pouco dolorosa e sua recuperação não é demorada. Existem relatos de complicações pós operatórias relacionadas ao uso do grampeador.

2 – Ressecção:

Já a ressecção é um procedimento cirúrgico para tratar hemorroidas que consiste na remoção dos mamilos hemorroidários, um a um, com identificação visual dos mesmos. Ela pode ser feita por meio de bisturis comuns e/ou elétricos.

Sua recuperação é mais dolorosa e longa quando comparada aos outros dois métodos.

3 – Desarterização:

Por fim, a desarterização é um procedimento realizado com um anuscópio com um doppler (espécie de sonar) que dá ao médico responsável a exata posição da artéria que está causando a hemorroida. Neste caso, o profissional realiza uma ligadura nesta artéria, o que reduz a circulação de sangue na hemorroida. É feita um chuleio sobre a parte dilatada, o que ajuda na sua diminuição.

É o procedimento com menores índices de dor, tempo de recuperação e complicações no pós operatório.

procedimento cirúrgico para tratar hemorroidas: ligadura elástica

Qual é o Procedimento Cirúrgico mais Adequado para o meu caso?

Saber qual é a cirurgia da hemorroida mais recomendada para cada caso é um conhecimento exclusivo dos médicos especialistas.

Isso porque a definição de qual é o procedimento cirúrgico mais adequado para tratar hemorroidas depende do tipo de hemorroida, de seu grau (no caso de hemorroidas internas), sintomas, indicações e até mesmo contraindicações.

No caso do diagnóstico da hemorroida, não deixe de consultar um profissional gastroenterologista o quanto antes.

 

Entre em contato com o Dr. Silvio Gabor

Deixe sua mensagem!