O tratamento da apendicite aguda é sempre cirúrgico (apendicectomia), deve ser realizado o mais breve possível para que não se desenvolvam complicações, como abscessos no apêndice ou perfurações do órgão com saída de pus para a cavidade abdominal, levando a peritonites ou sepsis (infecção generalizada). Consiste na retirada do apêndice cecal. Essa remoção pode ser feita por laparotomia (cirurgia com corte), laparoscopia (colocação de micro-câmera e pinças especiais através de 3 ou 4 orifícios) ou mais modernamente pelo single port (colocação de micro-câmera e pinças por orifício único).

A cirurgia é realizada em caráter de urgência, após período de 8 a 12 horas de jejum. Nos casos complicados a cirurgia é considerada como emergência médica, devendo ser feita mesmo sem jejum adequado, na maioria das vezes sob anestesia geral. O procedimento demora cerca de 30 a 60 minutos nas apendicites em fase inicial. Nos casos complicados, o tempo dependerá do procedimento associado a ser realizado.

Apendicite

Doentes operados por laparotomia alimentam-se após 24 horas e tem alta hospitalar em média 48 horas após da cirurgia. Retornam às suas atividades habituais após período de 15 a 20 dias. Atividades físicas que requerem esforço físico devem der evitadas por um período de 30 a 40 dias.

Os pacientes operados por laparoscopia ou single port, alimentam-se no mesmo dia do procedimento e deixam o hospital após 24 horas de recuperação.

Retoma suas atividades diárias após 7 a 10 dias e tem vida normal, inclusive esforço físico após 15 a 20 dias.

Os casos que eventualmente apresentem algum tipo de complicação têm tratamento e evolução de acordo com a complicação apresentada.

Assine a Nossa Newsletter e seja o primeiro a receber as novidades

conheça nossa equipe

Entre em Contato

Av. Trona Constanzo, 116
Butantã - São Paulo/SP
CEP: 05516-020
(11) 3064-7088 | (11) 2339-7507
Fields marked with an * are required