Herniorrafia ou hernioplastia é a cirurgia que visa corrigir o defeito na musculatura e/ou aponeurose (capa que reveste os músculos) que permite o aparecimento da hérnia abdominal.

Tela para HérniaA técnica consiste no fechamento do anel herniário (defeito acima relatado) por meio de pontos cirúrgicos ou, mais atualmente, com a colocação de telas. Essas telas são como uma rede, feita de material orgânico, sintético ou ambos e que tem como objetivos o fechamento do defeito e a formação de tecido cicatricial (fibrose) mais espesso e resistente que o tecido que se formaria sem a colocação da tela. Esse tecido formado com a tela, e como dito, mais espesso e resistente, diminui a chance de recidivas (formação de outras hérnias no mesmo local). Os materiais usados modernamente, assim como os locais onde são colocados, fazem com que essas próteses sejam inertes (causam pouca ou nenhuma reação indesejada) ao organismo.

A acomodação da tela pode ser pela cirurgia tradicional (com corte) ou pela laparoscopia. A melhor opção é avaliada em cada caso, antes do ato cirúrgico, e explicada ao paciente.

O paciente, após período de 8 a 12 horas de jejum, é submetido ao procedimento sob anestesia peridural ou raquidiana (anestesias aplicadas nas costas e que tiram a sensibilidade dolorosa do ponto de aplicação para baixo) associadas com sedação (paciente dorme tranquilamente sem se incomodar com a manipulação cirúrgica e tempo da cirurgia). O procedimento leva em média 1 hora. Dependendo da localização e do tamanho da hérnia, pode demorar um pouco mais ou um pouco menos. O efeito da anestesia pode levar algumas horas para desaparecer e nesse período o paciente não sente as pernas e deve permanecer deitado. Quando sua sensibilidade voltar ao normal o paciente pode levantar-se, mas sempre com ajuda nas primeiras vezes (hoje em dia não é mais necessário permanecer deitado por 24 horas para não ter dor de cabeça). Alimenta-se assim que estiver acordado. Dorme uma noite no hospital, tendo normalmente alta no dia seguinte, após avaliação médica do Dr. Silvio Gabor ou algum médico de sua equipe.

Permanece em casa por 7 a 10 dias. Pode movimentar-se normalmente, inclusive subir e descer escadas desde que lentamente e com cuidado. Não deve carregar peso ou fazer esforço físico. Após esse período, retorna ao consultório para reavaliação e retirada de pontos. Após 15 dias retorna às suas atividades diárias normalmente, podendo dirigir e trabalhar. Esforços físicos para trabalhadores braçais ou academias são evitados por 30 dias.

Assine a Nossa Newsletter e seja o primeiro a receber as novidades

conheça nossa equipe

Entre em Contato

Av. Trona Constanzo, 116
Butantã - São Paulo/SP
CEP: 05516-020
(11) 3064-7088 | (11) 2339-7507
Fields marked with an * are required