hérnia de hiato

A hérnia de hiato é uma condição física em que ocorre o deslocamento do estômago para a cavidade torácica, por uma fraqueza ou lesão do músculo diafragma. Este músculo é que faz a divisão do abdômen do tórax. A hérnia hiatal provoca diversos sintomas que não são difíceis de se identificar em um primeiro momento. O paciente apresenta azia, solta arrotos com frequência, tem dificuldade de engolir, sente dores abdominais ou no peito, com dificuldades para respirar por se sentir muito “cheio” após as refeições.

É mais comum acontecer com pessoas que tem mais de 50 anos de idade, e em pessoas obesas. Primeiro de tudo, esta condição requer um diagnóstico médico. A grande maioria das pessoas com mais de 50 anos de idade pode apresentar essa condição em exames de imagem rotineiros, mas apenas 9% apresentam sintomas.

Neste artigo iremos acompanhar quando a cirurgia se faz necessária para tratar a hérnia de hiato e suas orientações pós operatórias. Em caso de dúvida ou complicações, contate o seu médico imediatamente para que ele identifique com clareza o caso. O médico gastroenterologista é o profissional indicado para se procurar..

Quando a cirurgia é necessária?

O tratamento da hérnia de hiato pode ser clínico ou cirúrgico. Tudo depende do médico determinar o tamanho da hérnia de hiato e da intensidade do refluxo gastroesofágico. A laparoscopia é o procedimento cirúrgico que pode ser usado nesses casos, por ser um procedimento minimamente invasivo, realizado sob efeito de anestesia. É uma intervenção que provoca poucos riscos.

Depois de feita a cirurgia, são necessários alguns cuidados pós-operatórios. Alguns exemplos incluem ingerir apenas líquidos e pastosos por alguns dias, se possível em pé ou sentado e nunca deitado. Outra característica deste pós operatório: o paciente pode apresentar soluço e impressão de que o estômago diminuiu. Além disso, em muitos casos, ocorre perda de peso.

art.5.1 (1)

Cuidados pós operatórios

Deve-se ficar atento, pois pode ocorrer dificuldade temporária em engolir líquidos e alimentos. Líquidos devem ser ingeridos em goles pequenos e devagar, se possível em pé ou sentado e nunca deitado. Bebidas com gás, bebidas pretas (café, chá mate, refrigerantes a base de cola), condimentos e alimentos gordurosos devem ser evitados. É normal ter a sensação de gases após a cirurgia, bem como dificuldade para arrotar e vomitar.

Um sintoma que pode aparecer é dor no ombro, mas ela desaparece em poucas horas ou dias (geralmente causada por irritação no diafragma). Se a dor for intensa, o paciente deve fazer uso de analgésicos prescritos pelo médico. Deve-se evitar exercícios físicos leves por um mês e moderados por dois meses, relações sexuais por 15 dias e dirigir por dez dias.

Há pouca ou nenhuma dor após a cirurgia de hérnia de hiato, com internação de apenas um dia e o retorno ao trabalho pode ocorrer dentro de uma semana.

Agora você já sabe mais sobre algumas orientações pós-operatórias. Quer receber mais conteúdos médicos e informativos como esse? Então assine agora nossa newsletter e fique por dentro de nossas novidades.

Entre em contato com o Dr. Silvio Gabor

Deixe sua mensagem!