Em todo procedimento cirúrgico, utiliza-se materiais que exigem cuidados especiais para sua higienização. Estes cuidados são importantes em suas diversas etapas de desinfecção, esterilização e acondicionamento.
 

O que é?

A desinfecção (através de processos químicos) é a eliminação parcial de microorganismos.

A esterilização (através de processos físicos e químicos) é a eliminação completa de todas as formas microbianas.

Como parte do processo de higienização, a limpeza com água e detergente antecede o processo de desinfecção e esterilização.

Todas as unidades hospitalares possuem equipamentos de suporte ao processo todo, tais como: lavadoras, estufas e autoclaves.

Além dos equipamentos, existem os quimioesterilizadores (soluções desinfectantes) que eliminam alguns microorganismos por períodos variáveis dependendo da solução e material.
 

Esterilização em Hospitais

A área dentro dos hospitais, responsável por este trabalho, é a Central de Material e Esterilização (CME). Ela recepciona o material, inspeciona o mesmo quanto a sua integridade e funcionalidade, higieniza, esteriliza, acondiciona em embalagens adequadas, guarda e distribui para as diversas áreas internas.

Um cuidado minucioso e criterioso contribui para a boa e rápida recuperação dos pacientes, proporcionando segurança aos mesmos e aos profissionais envolvidos.

As equipes responsáveis por este trabalho são de suma importância para a consecução dos resultados com eficácia e eficiência.

Entre em contato com o Dr. Silvio Gabor

Deixe sua mensagem!